Unidade Acadêmica: Instituto de Química (IQ)

Grau conferido: Bacharel em Química Tecnológica

Campus: Darcy Ribeiro

Turno: diurno

Número de semestres:  08 (mínimo) - 18 (máximo)

Carga Horária total: 3300 h (o que inclui 1770 h de disciplinas optativas)

Carga Horária Obrigatória: 1530 h

 

Formas de ingresso

 

Primeiro semestre de cada ano: 16 vagas via ENEM/ 16 vagas via PAS.

Segundo semestre de cada ano: 16 vagas via VESTIBULAR / 16 vagas via PAS.

Além do ingresso tradicional via Vestibular/PAS/Enem, é possível o ingresso no curso de Engenharia Química por meio de Transferência Facultativa (egressos de outra Instituição de Ensino Superior), como portador de diploma de curso superior e transferências internas por mudança de curso ou duplo curso. Estas modalidades são dependentes da disponibilidade de vagas definidas pelo Colegiado dos Cursos de Graduação e Extensão do IQ e dos requisitos estabelecidos em edital específico.

 

Objetivos do curso

 

O curso de Química Tecnológica foi aberto na Universidade de Brasília em 2010 com o objetivo de atender a demanda que surgiu com o processo de industrialização do DF e da região Centro-Oeste por profissionais de Química com perfil de atuação no setor industrial. Os profissionais formados adquirem, junto ao Conselho Regional de Química, a Habilitação Tecnológica. Eles devem ser capazes de difundir e utilizar o conhecimento adquirido ao longo de sua formação para o bem da sociedade, atendendo às suas necessidades dentro de padrões de ética, respeito à cidadania e preservação do meio ambiente. As atividades que os profissionais da Química podem desempenhar são determinadas por uma resolução normativa do CFQ.

 

Perfil do Egresso

 

Busca-se estimular perfis com os seguintes aspectos:

- excelência de conhecimento associado à capacidade de trabalhar em equipe;

- compromisso com o autodesenvolvimento, estimulando a iniciativa de buscar novas formas de conhecimento e estratégias de pesquisa;

- capacidade analítica;

- versatilidade e criatividade, em termos de encontrar soluções rápidas e eficientes para problemas;

- conhecimento de informática, destacando-se o domínio dos editores de texto, planilhas e uso da Internet;

- domínio, pelo menos da parte técnica, do idioma inglês ou espanhol;

- amadurecimento e adequação ao ambiente profissional;

- desenvolvimento da interação, integração e comunicação;

- desenvolvimento da capacidade de liderança;

- habilidade para lidar adequadamente com adversidades, buscando bons resultados;

- postura, formalidade e definição de limites;

Em especial, o Bacharel em Química Tecnológica ou Químico Industrial deve ter formação generalista, com domínio das técnicas básicas de laboratórios e de utilização de equipamentos,

 

Áreas de atuação:

 

O Distrito Federal (DF) tem apresentado um dos melhores índices de crescimento econômico do Brasil nos últimos anos e a Região Centro-Oeste tem a condição de maior produtor de grãos do País. Assim, os profissionais da Química, mesmo que dentro de um processo tardio de industrialização de matérias-primas por parte das empresas, tem dado grande contribuição profissional na área de transformação, inclusive de alimentos, em produtos de maior valor agregado.

Esse crescimento econômico vem refletindo na existência de maior demanda por cursos de nível médio e superior de profissionais da Química em modalidades como a de tecnólogos, técnicos em química e químicos industriais, além dos bacharéis e licenciados em Química.

 

Currículo:

 

Para integralização da carga horária total do curso, o currículo é composto por uma série de requisitos. As categorias das disciplinas que o compõem são: obrigatórias, obrigatórias seletivas e optativas. Além dessas, existe carga curricular em módulo livre, atividades complementares e extensão.

Currículo: Matrícula Web | Currículo da Habilitação (unb.br)

Coordenadora do Curso: Profa. Sarah Silva Brum

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte: Projeto Político Pedagógico do Curso.